ATUALIZADO – Fim da greve – Jucemg e SEF/MG estão em greve: qual é o impacto para a Legalizar?

[Atualizado em 3/1/18]   A greve da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) teve fim em 2/1/18, após um período de 120 dias de paralisação. De acordo com o próprio órgão, devido à greve, hoje há mais de 25 mil processos esperando por uma resolução, e a Jucemg criará comissões e outros meios para eliminar estas pendências e normalizar o atendimento.

Dessa maneira, os serviços prestados pela Legalizar, que dependiam da análise e aprovação da Jucemg, serão liberados de acordo com a disponibilidade daquela autarquia. Lembramos aos nossos clientes que, ainda no período de greve, mantivemos contatos diários com a Jucemg para que eles analisassem nossos processos, que ultrapassavam 30 dias da data de protocolo prioritariamente.

Neste período de regularização do atendimento, o foco da Rede Legalizar será a agilidade no protocolo, acompanhamento e registro dos documentos de seus clientes. Ainda assim, até que ocorra a completa normalização, eventuais atrasos poderão ocorrer e, por isso, contamos com a compreensão de todos.

Estamos à disposição para esclarecimentos de dúvidas e outras ações que se fizerem necessárias.

Cordialmente,

Equipe da Rede Legalizar.

 


 

Desde o dia 28 de agosto, o atendimento realizado pela Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) está paralisado, devido à adesão à greve proposta pela associação dos servidores daquele órgão. O mesmo tem acontecido com o atendimento prestado pela Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG).

Deste modo, informamos que o atendimento às solicitações de formalização, abertura e fechamento de empresas e também as emissões de declarações estarão comprometidos nos próximos dias.

Embora a Previsa e a Legalizar estejam à disposição para continuar atendendo aos seus clientes normalmente, pedimos a compreensão de todos caso haja uma eventual demora no cumprimento das atividades relacionadas aos expedientes da Jucemg e também da SEF/MG.

No mais, nos colocamos à disposição de vocês para o esclarecimento de qualquer outra dúvida.

 

O que você achou desse post?
  • Ótimo (5)
  • Poderia ter mais informações! (3)
  • Útil (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *